E O AMOR DE NOVO SURGIU OK
E O AMOR DE NOVO SURGIU OK

  As imagens usadas neste site foram tiradas da net sem autoria das mesmas.

Caso alguém conheça o autor das imagens, agradeceremos se nos for comunicado,

para que possamos conferir os devidos créditos.

Grata<>Maju

  Surgiu em meu caminho uma flor de beleza rara,

mas que em sua singeleza, seu perfume ocultara...

Levei-a a meu Castelo, abriguei-a em um lindo jardim,

mas ele sempre se ocultava de mim...

 

Busquei-a, devassei-a em sua intimidade,

em quase infantil curiosidade...

Por que era tão bela, mas sua forma não mostrava?

Não conquistava? E fugia assim?

Ela tristonha, de mansinho, sua história contou...

 

Loucamente amou um Rei somente, e por ele se apaixonou...

Mas depois soubera que este Rei, outras cortesãs amava...

E a todas seu amor entregava...

 

E em dia chuvoso, tudo imaginou...

E na Floresta se embrenhou...

Lá, desiludida, a todos os Elementos da Natureza se entregou...

E como amou...

Duendes, Fadas, Príncipes Alados,

E muitos outros achou, e presentes ganhou...

Tudo que Sonhou! Mas, o tempo voou e a despertou!

 

Cansada da Floresta cerrada, um dia saiu e de novo O viu!

E o Amor de novo surgiu!

Mas Ele, então, outra decepção...

Altaneiro se mostrava, e não só à Ela seu Amor doava...

 

Em seu trajeto luminoso, continuava...

Á todos se doando, se entregando...

Eu a ouvi e ao meu Castelo recolhi; a levei, a abriguei!

E a Amei... E como a Amei...

E, com um Amor Soberano a cortejei!

 

Mas um dia a minha porta alguém chegou e,

suplicou que a Ele sua Amada devolvesse,

pois lhe fora predestinada para que O ouvisse

e compreendesse, e, que seus raios dourados a amar continuasse...

 

(Diálogos de um Rei a convenceria?)...

E que não só a Ela, Ele poderia,

 seu grande amor ofertar, mas tentaria...

 

Escuta Amor, segredou... São Planos Divinos...

Foram criados e estipulados por Obreiros do Senhor,

que em seu Plantio Fabuloso ali me colocou e ordenou!

Que a todos amasse e indistintamente me doasse...

 

E que a todos aquecesse e que eu de mim esquecesse...

E súplice se fez, para que Ela voltasse,

e sua luz buscasse...

Pois, em seu “Livro” o seu nome constava, e a buscava...

Crê em Mim, pediu: e a Violeta ouviu! O Amor tudo vence...

 

E abraçaram-se eternamente. Não a Ela somente...

O Sol as suas flores: Dando-lhes Vida, Amor e Cores...

Mas eu fiquei só...

As Flores nos deixam, mesmo que sejamos Reis,

e buscam antigos amores, mesmo que a façam sofrer...

Sem tanto querer...

 

Um Amor Verdadeiro difícil é de ser encontrado...

Busque-o. Somente a Ele deve ser ofertado...

Um Amor inconseqüente fere o Coração de muita gente...

 

Lívio, um Anjo Poeta

  Psicografia: Maju

CopyrightMaju<>Todos os Direitos Reservados

 LIVRO DE VISITAS <> ASSINAR@LER

POESIA ANTERIOR         NOVA POESIA